Cruzeiro do Sul, Transbrasil, Varig e Vasp as companhias aéreas que fizeram história nos céus do Brasil.

Gol, Azul, Latam e Avianca hoje dominam os aeroportos e os céus brasileiros. Mas nas décadas anteriores outras companhias atuavam fortemente e ainda estão na memória do brasileiro!

De 1975 até meados da década de 90 somente quatro companhias aéreas podiam ser vistas em boa parte do território nacional, são elas: Cruzeiro do Sul, Transbrasil, Vasp e Varig.

Cruzeiro do Sul – A Cruzeiro do Sul teve seu início em 1927 como uma subsidiária da Lufthansa no Brasil chamada Syndicato Condor, a primeira companhia aérea que operava no Brasil, mais precisamente no Rio Grande do Sul.

cruzeiro-do-sul-syndicato-condor-cias-aereas-caderno-de-viagem

Recebeu o nome de Serviços Aéreos Cruzeiro do Sul em 1943 durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1947 já operava rotas internacionais como Buenos Aires, Porto Rico, Nova York e Washington.

cruzeiro-do-sul-linhas-aereas-convair-cedaca-1950-caderno-de-viagem

Na década de 70 passou por dificuldades de expansão devido ao crescimento da concorrência (Varig e Vasp) e o surgimento da Transbrasil.

Sud-Aviation-cruzeiro-do-sul-linhas-aereas-decada-1970-caderno-de-viagem

Foi vendida para a Varig em 1975 e sua marca permaneceu a ser usada pela nova dona para obter direito a mais rotas, sendo mantida como uma subsidiária até 1993.

 

boeing-727-cruzeiro-do-sul-decada-1970-caderno-de-viagem

Operou destinos internacionais como Montevidéu, Buenos Aires, Santa Cruz de la Sierra, Iquitos, Paramaribo, Caiena, Port Of Spain e Bridgetown.

cruzeiro-do-sul-propaganda-decada-de-70-caderno-de-viagem

A Varig continuou usando suas aeronaves com a pintura da Cruzeiro até 1997, quando a marca deixou de existir.

cruzeiro-do-sul-aviacao-decada-1990-caderno-de-viagem


 

Transbrasil – A Transbrasil já foi a terceira maior companhia aérea brasileira. Fundada em 1955 em Santa Catarin com o nome de Sadia Transporte Aéreos transportava carne dos frigoríficos da região para São Paulo e posteriormente começou a transportar passageiros.

sadia-transportes-aereos-transbrasil-caderno-de-viagem

Em 1973 passou a se chamar Transbrasil Linhas Aéreas com as famosas aeronaves Boeing 727 coloridas, chamados de Jatões!

transbrasil-anos70-aeronaves-boeing-727-caderno-de-viagem

A década de 80 foi marcada pela ampliação da frota e de rotas, passando a operar internacionalmente para Orlando e adquirindo três Boeings 767-200, aeronaves de grande porte.

transbrasil-decada-80-cia-aerea-caderno-de-viagem

A década de 90 foi marcada pela expansão internacional: Miami, Nova York, Washington, Viena, Buenos Aires, Londres e China, via Amsterdã.

trnsbrasil-propaganda-decada-90-caderno-de-viagem

No fim dos anos 90 a companhia já estava em situação crítica, tendo encerrado suas atividades em 2001. Sua falência ocorreu no início de 2002.

transbrasil-cia-aerea-nos-ares-caderno-de-viagem


 

VASP – Viação Aérea São Paulo:  fundada em 1933, no Campo de Marte em São Paulo, foi a segunda maior companhia aérea do Brasil e pertencia ao Estado.

vasp-decada-de-40-caderno-de-viagem

Foi a primeira companhia a adquirir o Boeing 737 no Brasil, em 1969. Os anos seguintes foram de expansão, com a chegada de mais aeronaves, sendo a maior operadora de jatos 737 na América Latina. Também foi a primeira empresa a utilizar um Airbus na América do Sul.

vasp-airbus-cia-aerea-caderno-de-viagem

Na década de 80 o governo decidiu privatizar a VASP e na década de 90 a empresa, já privatizada, passou a operar fortemente em rotas internacionais, com aviões de grande porte MD-11. A Vasp operava rotas internacionais que nenhuma outra companhia cobria partindo do Brasil.

vasp-destinos-anos-90-caderno-de-viagem

Em 1998 a TAM, que despontava no mercado, alcançou o seu lugar e com a crise de 1999 a VASP cancelaria todas as suas rotas internacionais.Em 2001 a companhia só operava no mercado nacional e em 2003 já sentia o impacto da nova concorrente do mercado, a GOL. Em 2004 passou a ser a quarta companhia aérea do Brasil e encerraria suas atividades no ano seguinte, com alto endividamento.

vasp-anos-2000-boeing-737-caderno-de-viagem

Em 2008, após a tentativa de recuperação da empresa ter fracassado, foi decretada a falência da VASP. Seus aviões permaneceram abandonados nos pátios de diversos aeroportos do Brasil e posteriormente foram leiloados – a maioria virou sucata.

vasp-avioes-abandonados-falencia-caderno-de-viagem


 

Varig – Viação Aérea Rio Grandense: fundada em 1927 em Porto Alegre foi a mais emblemática companhia aérea brasileira. Com o fim da Segunda Guerra a Varig teve uma significativa expansão devido aos aviões que foram fabricados para a guerra estarem a venda por preços baixos.

varig-brasil-inicio-operacoes-congonhas-caderno-de-viagem

No fim da década de 1950 a Varig já operava aviões a jato e até os anos 1970 foi uma das maiores e mais renomadas companhias aéreas do mundo.

varig-aviao-a-jato-caravelle-caderno-de-viagem

Na década seguinte adquiriu companhias menores e recebeu os aviões da então recém-falida Pan Air do Brasil, aumentando suas rotas para a Europa, Estados Unidos e America Latina.

varig-decada-60-voos-internacionais-caderno-de-viagem

A década de 1970 foi a década de ouro da Varig, onde o luxo e a sofisticação dos serviços eram sinônimo de qualidade. Seu serviço de bordo era tão elaborado que em alguns voos eram servidos churrasco no espeto no jantar. Ainda na década de 70, adquiriu a Cruzeiro do Sul e obteve grande expansão internacional com a aquisição dos Boeings 747 (Jumbo) na década de 1980.

varig-boeing-747-jumbo-decada-de-70-caderno-de-viagemNa década de 90 a Varig cobria quase todos os continentes – só não operou na Oceania. A Varig foi a maior operadora mundial de aeronaves modelo MD-11, de grande porte. Ainda possuía duas outras subsidiarias famosas: A Rio Sul linhas aéreas que operava voos regionais no centro sul do Brasil e a Varig Nordeste.

md-11-varig-caderno-de-viagemA crise começou após o atentado de 11 de setembro, que abalou o mercado e com o crescimento da concorrência: TAM e GOL. Em 2004 sua dívida com o governo chegou a 4 bilhões de reais e um projeto de fusão com a TAM foi fracassou.

varig-boeing-777-anos-2000-caderno-de-viagem

Em 2006 seus voos internacionais foram encerrados. No ano seguinte, a parte saudável da empresa foi vendida a GOL sob o nome de VRG Linhas Aéreas ou Nova Varig.

varig-crise-anos-2000-caderno-de-viagem

A Gol utilizou seus aviões até 2013 quando unificou as duas marcas e eliminou a antiga pintura dos aviões que um dia pertenceram a Varig.

nova-varig-gol-anos-2000-caderno-de-viagemOs anos 2000 marcaram o fim de uma era da aviação brasileira: as três companhias aéreas mais antigas do país sumiram dos aeroportos para ficar na memória de seus passageiros.

Acompanhe também o Caderno de Viagem no Facebook! Curta a nossa página, clicando aqui!

Faça um comentário