Buenos Aires é um dos destinos mais visitados por brasileiros no exterior. A bela cidade tem seus encantos e dissabores. E você não quer entrar em nenhuma roubada, certo!?

Confira nesse post as dicas que o Caderno de Viagem selecionou para você aproveitar ao máximo a capital da Argentina e trazer boas lembranças e recordações!

Saiba o que não fazer em Buenos Aires:

– Evite pegar taxis que não tenham identificação de cooperativas/radio taxi. Taxis piratas sempre estão a rondar por aí, e Buenos Aires tem a fama de ter bastante deles!

taxi-pirata-em-buenos-aires-evitar-caderno-de-viagem

– Pagar taxis ou qualquer outro serviço com notas altas, há muita circulação de notas falsas em Buenos Aires e o seu troco pode vir premiado.

evitar-notas-altas-buenos-aires-caderno-de-viagem

– De maneira alguma faça câmbio com desconhecidos pela Calle Florida ou ruas do centro. Para fazer câmbio vá a uma casa de câmbio credenciada ou bancos. Não esqueça de levar seu documento (RG com a guia de imigração ou Passaporte), é sempre requisitado.

notas-e-moedas-de-peso-argentino-cambio-caderno-de-viagem

-Evite restaurantes ao redor das praças turísticas que oferecem menu turístico. Geralmente estão ao redor da praça de San Telmo e da Recoleta.

menu-de-restaurantes-turisticos-buenos-aires-evitar-caderno-de-viagem

– O movimento do centro e San Telmo cai muito no período da noite, então não circule por ruas mal iluminadas e desertas nessas áreas.

san-telmo-a-noite-ruas-desertas-evitar-buenos-aires-caderno-de-viagem

– Batedores de carteira não tem cara, ou seja, quando você menos espera alguém pode agir. Evite deixar bolsas e casacos nas cadeiras de restaurantes e nunca guarde todo o seu dinheiro em um único lugar.

golpes-e-batedores-de-carteira-em-buenos-aires-evitar-caderno-de-viagem

– Alugar carro em Buenos Aires não é uma boa idéia, o trânsito é pesado e o sistema de transporte público na cidade funciona bem (Uber, taxis, metrô e ônibus).

Aluguel-de-carros-em-buenos-aires-evitar-caderno-de-viagem

– Evite discutir ou bater boca com os argentinos, eles podem até ser rudes, mas não são obrigados a ser simpáticos. A rivalidade Brasil versus Argentina é famosa e eles não morrem de amores por turistas brasileiros.

Brasil-x-Argentina-evitar-discussoes-em-buenos-aires-caderno-de-viagem

– O mês de janeiro não é o mais indicado para ir: é extremamente quente, a cidade está vazia e muitas lojas fechadas devido ao período de férias.

mes-de-de-janeiro-calor-buenos-aires-evitar-caderno-de-viagem

– Evite hotéis sem ar condicionado no verão e sem calefação/aquecimento no inverno. Confira previamente se as instalações do local de hospedagem possui ar condicionado ou calefação.

hotel-sem-ar-condicionado-ou-calefacao-evitar-buenos-aires-caderno-de-viagem

– Evite exagerar nas compras e ultrapassar o limite de bagagem estipulado pela companhia aérea – vai pagar excesso de peso no aeroporto! Garrafas de vinhos e compotas pesam, assim como livros e objetos de decoração! Saiba o quando de peso está levando para estimar o volume de compras.

excesso-bagagem-evitar-muitas-compras-em-buenos-aires-caderno-de-viagem

– Se for a sua primeira vez na cidade, evite comprar aquele pacote de um final de semana ou  de duas noites saindo do Brasil, você terá pouco tempo e não vai conseguir apreciar Buenos Aires como ela merece!

pacote-2-dias-em-buenos-aires-primeira-vez-evitar-caderno-de-viagem

– Evite bugigangas compradas na Calle Florida, onde existem muitas lojinhas “pega-turista” com produtos falsificados. Escolha bem os produtos que vai comprar e principalmente fique esperto com produtos de couro legítimo…que podem não ser de couro!

calle-florida-pega-turista-evitar-buenos-aires-caderno-de-viagem

– Evite os tumultos das manifestações sindicais que são bem comuns na cidade. Nunca se sabe se são pacíficas ou podem entrar em confronto com a polícia. Esse tipo de manifestação é bem comum na Argentina e faz parte da cultura política do país.

evitar-manifestacoes-em-buenos-aires-caderno-de-viagem

– Tirar foto com artistas de rua e não pagar, especialmente no Caminito e na feira de San Telmo. Se você posou junto com um artista de rua para uma foto, dê a ele um justo valor, caso contrário ele irá atrás de você para cobrar a foto. O artista de rua vive de turismo e diverte ou encanta em muitos momentos durante um passeio.

tirar-foto-com-artista-de-rua-nao-pagar-evitar-buenos-aires-caderno-de-viagem E você já foi a Buenos Aires e tem mais dicas para compartilhar com o Caderno de Viagem?Manda pra gente! Participe também do Caderno de Viagem, fazendo comentários em nossos posts, redes sociais ou mandando um e-mail para [email protected]

Veja mais sobre esse destino!

Acompanhe também o Caderno de Viagem no Facebook! Curta a nossa página, clicando aqui!

 

Faça um comentário